Home Perfil A Clarividente Neiva

A Clarividente Neiva

QUEM FOI  TIA NEIVA
Tia Neiva

Tia Neiva, a Clarividente que fundou o Vale do Amanhecer

Tia Neiva é um Ser Crístico, uma missionária no mais amplo sentido, seguidora da escola de Francisco de Assis, mas que viveu e agiu nestes tempos modernos, preparando o homem para o próximo Milênio. Para nós, seres comuns, é difícil, senão impossível, traçar um perfil ou definir o que é a Clarividência de Tia Neiva. Nossa mente não alcança sua fenomenologia, a não ser pelas coisas que ela se expressa ou as coisas que acontecem em torno dela. Ela vê o passado próximo e remoto, o desenrolar do presente e o futuro. Embora ela não goste de fazer profecias ela realmente foi uma Profetisa.

Tia Neiva se desdobrava conscientemente e era vista em dois lugares ao mesmo tempo; ou então ela projetava a luz dos seus olhos e via cenas distantes, descrevendo com precisão os acontecimentos. Sua maior virtude, porém, foi sua infinita paciência, tolerância, humildade e Amor incondicional. Ela seguia de perto as pegadas de Pai Seta Branca esse Mestre Universal, que também se chama Francisco de Assis, Simiromba, Kutumí e que talvez tenha mais outros nomes. Pai Seta Branca é o mentor espiritual do Vale do Amanhecer.

Tia Neiva

Em 1969 implantou a Ordem Espiritual da Doutrina do Amanhecer, que se instalou no lugar que hoje se chama “Vale do Amanhecer”. Ali  floresceu o sistema iniciático, com seus templos, falanges e sistemas. O sacerdócio estabelecido por Tia Neiva se estabeleceu com base nos princípios do Evangelho de Jesus, obedecendo a hierarquia piramidal estabelecida por Pai seta Branca.

 

A VIDA DE  TIA NEIVA 

Neiva Chaves Zelaya nasceu em Propriá-SE e casando-se cedo também enviuvou muito cedo ficando com quatro filhos pequenos e uma filha de criação. Para sobreviver, fez muitas atividades profissionais , sendo  mais conhecida a de motorista profissional de caminhão, em Brasília, quando da construção da capital, constando que foi a primeira mulher motorista de caminhão do Brasil. Mulher de grande beleza, facilmente conseguiria outro marido, se quisesse; mas, sua moral ilibada a direcionava apenas à criação de seus filhos, mesmo porque era muito religiosa, assim como toda a sua família católica apostólica romana, tendo inclusive entre seus familiares alguns padres e irmãs de caridade.

Tia Neiva

Foi residir na Serra do outro, com um grupo de pessoas e lá dava abrigo, alimentos e carinho a todos… Dexando o conforto que estava costumada, vendeu até seu caminhão, fez uma fábrica de farinha e alguma plantação para o sustento daquele povo faminto de comida e de conhecimento das leis Divinas. Quando mudou-se para perto de Planaltina-DF, criou uma comunidade, que levantou do chão e conseguiu ali criar uma escola, um hospital que acolhia doentes de toda a espécie e um orfanato onde, de pouco em pouco, as crianças órfãs de pais vivos eram abandonadas à porta desta mulher, que os acolhia a todos, dando alimento, instrução e amor. E ela, que tinha quatro filhos de seu sangue, além de uma filha de criação, abriu seu coração a outras duzentas e tantas crianças, que criava sem praticamente nenhuma ajuda. No povoadozinho que criou, deu um jeito de que todos tivesse seu lar, luz e água que, com grande dificuldade ali fez chegar.

Aproveitando todo aquele povo, não perdeu tempo… conduziu-os a Deus, não uma condução vaga e fictícia mas, de forma concreta evangelizou aquela gente, que TODOS os dias se reuniam em torno do evangelho prático para não só falar, ler e comentar, mas, para praticar efetivamente a lei de Cristo de “amai-vos uns aos outros”.
Sempre transmitindo o Boa Nova de Cristo, esta mulher sempre pregou que entre os filhos de Deus deve haver a humildade, a tolerância e o amor( incondicional). Tirou centenas de pessoas do vício ensinando os perigos do tóxicos para a pessoa que quer seguir a Jesus pois interfere no seu espiritual, transmitiu conhecimentos filosóficos, éticos, morais…

Tia Neiva

Teve a missão de falar de Deus a todos os que lá chegassem, independente de dia e hora, sempre os acalentando com os ensinamentos do Grande Mestre, incentivando-os a aceitar sua provações sem revolta, buscando sempre em Jesus o que necessário fosse para acalmar suas dores. Jamais pregou qualquer palavra contrária ao Evangelho e à Doutrina de Jesus.

Hoje, anos após ter ido para Deus, ainda alivia as dores de muitos que desesperados e perdidos na escuridão de uma vida sem Jesus acorrem para os Templos que construiu em busca de paz e de conforto para suas dores, sendo que a estes é proibido fazer qualquer julgamento e pedir qualquer pagamento. Uma mulher que sempre ensinou que não existe demônio ou satanás, pois estas criaturas são seres sofredores que precisam de nosso perdão e esclarecimento para que possam voltar para Deus. Ensinou que somos nós os responsáveis por nosso sofrimento quando desrespeitamos as leis Divinas, que devemos cumprir nossa existência sempre mantendo a sintonia da caridade aos menos esclarecidos, que tudo é bom e por isto podemos nos libertar do mal, ensinou que Jesus é o Divino e Amado Mestre e Deus, um Pai de Amor que muito nos ama e espera nosso crescimento e evolução, jamais nos desamparando.

 

Por Jurema Nogueira